CHLN iniciou nova técnica cirúrgica na área da Epilepsia

Diapositivo1

O Grupo de Cirurgia da Epilepsia (GCE) do Hospital de Santa Maria – Centro Hospitalar Lisboa Norte (CHLN) iniciou, este ano, uma nova técnica de ablação de áreas do cérebro responsáveis pela ocorrência de crises epiléticas, tendo já operado dois doentes com resultados muito positivos. Neste momento são os únicos a aplicar esta técnica em Portugal.

A técnica, “ablação por radiofrequência” pode ser feita em associação com uma outra, que se denomina de “registo invasivo por estéreo-EEG” e que consiste na colocação exclusiva de elétrodos cerebrais profundos nas regiões suspeitas. O Grupo de Cirurgia da Epilepsia do HSM iniciou, em 2010, a implementação desta segunda técnica, tendo procedido à colocação de cerca de 100 elétrodos.

Este tipo de tratamento está direcionado para pessoas que sofram de epilepsia não controlada com terapêutica médica, nas quais é previsível a localização de uma zona relativamente restrita no cérebro, responsável pelo início das crises. Se esta for suficientemente localizada, a “ablação por radiofrequência” torná-la-á inativa, com melhoria da frequência das crises ou mesmo, com o seu controlo na íntegra.

A outra vantagem desta técnica é o facto de evitar a realização de uma grande cirurgia para abertura do crânio. A técnica é efetuada recorrendo apenas à realização de pequenos orifícios, de 2 mm, através dos quais são colocados os elétrodos, que chegam assim a locais profundos do cérebro, muitas vezes inacessíveis em cirurgias “abertas”.

O CHLN refere, em comunicado, que a aplicação destas técnicas inovadoras só foi possível graças ao investimento que tem sido feito nos últimos anos, nesta área, no GCE, que atualmente integra o Centro de Referência em Epilepsia Refratária do CHLN. Por sua vez, a equipa do GCE mostram-se muito satisfeitos com a implementação desta nova técnica e com os resultados apresentados, que “ilustram sobretudo o esforço dos seus membros integrantes em diversos treinos práticos e com grande tradição e experiência na área da cirurgia funcional”.

logobranco

MORADA:

Rua Hermínia Silva nº 8 LJ A, Jardim da Amoreira
2620-535 Ramada

geral@raiox.pt