Internistas destacam o seu papel no tratamento da diabetes

Foto2_13ªReuniãoAnualNEDM

A cidade de Santarém acolheu, durante o último fim de semana, a 13ª Reunião Anual do Núcleo de Estudos de Diabetes Mellitus (NEDM) da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI). O mais antigo núcleo da SPMI escolheu como alguns dos temas deste encontro os mais recentes resultados dos ensaios clínicos, as terapêuticas inovadoras, a individualização da terapêutica e o tratamento em grupos especiais.

Na sessão de abertura do evento, que teve como presidente honorário o internista Manuel João Gomes, Estevão Pape, presidente do NEDM, revelou tratar-se de uma forma de homenagem “a um amigo seu e das pessoas com diabetes”.

Lèlita Santos, vice-presidente da SPMI, reconheceu também a justiça da homenagem a Manuel João Gomes, e sublinhou que o NEDM “é um dos grandes orgulhos da SPMI”. “É o nosso núcleo mais antigo e tem uma vida, motivação e pujança que têm vindo a crescer. Tem agora cursos presenciais e de e-learning, que destacam os internistas na área da diabetes e mostram a sua competência.” Segundo Lèlita Santos, os internistas são os profissionais que podem gerir esta doença sistémica, “e cada vez mais merecem que lhes seja reconhecida esta aptidão”.

Marília Boavida, diretora clínica do Agrupamento de Centros de Saúde da Lezíria, esteve também presente no evento, sublinhando a importância dos cuidados primários numa doença tão abrangente como a diabetes. “Tem enorme importância a coordenação com os diferentes níveis de cuidados, sendo também de sublinhar a articulação com instituições da sociedade civil e de âmbito local”, refere a especialista.

Já Ana Infante, presidente do Conselho de Administração do Hospital de Santarém, reconheceu o mérito dos internistas no tratamento da diabetes e frisou que todos são poucos perante o fardo crescente que a doença significa.

“A diabetes pode afetar 1 em cada 9 adultos em 2045, mais de 730 milhões de pessoas, o que elevará os custos em saúde com esta patologia em 39%. A multimorbilidade é cada vez mais uma realidade, com maior prevalência juntos dos mais idosos e socialmente desfavorecidos, exigindo-se uma atitude ativa da Medicina Interna, elo fundamental no cuidado do doente, em articulação com os cuidados primários. Não só os bons cuidados de saúde assim o exigem, como os custos em saúde assim o determinam.”

O vereador da Saúde da Câmara Municipal de Santarém, Ricardo Rato, agradeceu a escolha da cidade como palco para este encontro dos internistas, revelando que o distrito quer afirma-se como um cluster na área da saúde.

A sessão de abertura terminou com uma homenagem a Manuel João Gomes, presidente honorário da 13ª Reunião Anual do NEDM, que, sensibilizado pelo ato, deixou apenas um desejo: “Tenhamos a esperança de melhorar o controlo metabólico e a esperança de vida dos nossos doentes com diabetes.”

logobranco

MORADA:

Rua Hermínia Silva nº 8 LJ A, Jardim da Amoreira
2620-535 Ramada

geral@raiox.pt