Nobox promoveu a 3ª edição da Pós-Graduação em Liderança Transformacional em Saúde

Foto de grupo

Decorreu, entre março e maio deste ano, a 3ª edição da Pós-Graduação em Liderança Transformacional em Saúde. Esta iniciativa, da responsabilidade da Nobox e inserida no Programa de Pós-Graduação da Escola de Medicina da Universidade do Minho, foi divida em cinco módulos e contou com a participação de dez profissionais de saúde. O principal objetivo desta formação passou por “desenvolver competências que permitam melhorar a performance individual e em equipa, dotando os profissionais de saúde de capacidades técnicas que lhes permitam assumir a liderança de projetos inovadores e que promovam mudança positiva nas suas realidades profissionais”, explicou Diogo Silva, da NOBOX, em declarações ao Raio-X.

“A finalidade global do curso foi dotar os seus participantes – profissionais de saúde – do conhecimento e competências necessárias para poderem assumir o seu papel de liderança, quer como líderes ou como membros da equipa, e serem catalisadores de equipas de saúde mais motivadas, organizadas, eficazes e criativas que contribuam para mais e melhores cuidados em saúde”, referiu Diogo Silva, da Nobox. Para além deste objetivo global, a pós-graduação pretende atingir objetivos pedagógicos como “alargamento das competências de gestão de equipas, identificação, promoção e gestão de momentos de mudança, promoção do alinhamento organizacional, exploração de dinâmicas verbais e não verbais e potencialização das ferramentas de pensamento criativo”.

Esta 3ªedição do curso, que contou com 10 participantes, abordou todo o percurso de um líder através de cinco módulos distintos: o individuo na liderança (módulo 1), o líder na equipa (módulo 2), o líder na organização (módulo 3), o líder no mundo em mudança (módulo 4), e a apresentação do projeto transformação da minha realidade (módulo 5). “Análise de perfis de funcionamento individuais e da equipa, inteligência emocional, desenvolvimento e gestão de equipas, técnicas de comunicação, feedback e apresentação em público, modelos de alinhamento estratégico, criatividade e inovação, gestão de mudança e mobilização de equipas” foram alguns dos temas abordados pelo corpo docente que foi constituído por Diogo Silva, médico, Alberto Silva, médico, e Isabel Azevedo, consultora de gestão e mudança, em colaboração com Pedro Morgado da Escola de Medicina.

Após a conclusão do curso e para efeitos de avaliação, os participantes tiveram “uma apresentação de um projeto final, onde tiveram de utilizar os conhecimentos e competências adquiridos para construir um projeto concreto dirigido a um problema diagnosticado no seu dia-a-dia (quer disfunções da equipa ou da organização), de forma a garantir que absorvem os conhecimentos e que estes são transportados para a sua atividade diária das suas equipas” concluiu Diogo Silva.

Feedback de participação

Anabela Andrade, Médica de Família, USF Senhora de Vagos

Decidi realizar este curso porque senti que necessitava de adquirir competências ao nível do trabalho em equipa, uma vez que o médico trabalha inserido numa equipa multiprofissional e a formação nesta área é escassa no ensino pré-graduado.

A Pós-Graduação em “Liderança Transformacional em Saúde” correspondeu às minhas expetativas. Permitiu-me adquirir competências ao nível do trabalho em equipa, com o objetivo de melhorar o ambiente e a eficiência da equipa, bem como a resolução de disfunções que naturalmente vão surgindo no seio da equipa.

Com este curso, ampliei a minha visão e os meus conhecimentos nesta área, bem como a forma como desempenho o meu papel no seio da equipa, me relaciono com os outros profissionais e desenvolvo, implemento e participo em diversos projetos na área da Saúde.

Sobre a Nobox

A nobox é uma empresa, criada por profissionais de saúde, que se dedica à formação de profissionais e equipas de saúde em competências comportamentais, como liderança, comunicação, gestão de conflitos, inteligência emocional ou criatividade e inovação. A nobox ambiciona uma saúde mais humana e eficaz, com profissionais motivados e competentes, com trabalho de equipa e com organizações que inspirem e mobilizem as suas pessoas em torno de uma visão centrada no valor para o doente.

O grande objetivo passa por formar equipas de saúde felizes mais capacitadas para oferecerem mais e melhores cuidados centrados no doente. “Assume-se que os profissionais de saúde têm as competências necessárias para um trabalho em equipa eficiente, mas em nenhuma fase do seu percurso, estas competências são discutidas ou ensinadas, mantendo-se vícios no dia-a-dia da saúde que contribuem para equipas insatisfeitas, ineficiências e potenciais erros. A nobox pretende contribuir para melhorar os resultados em saúde, através de uma aposta no seu elemento mais forte: as pessoas e o seu potencial, muitas vezes subaproveitado.”

Por Rita Rodrigues

logobranco

MORADA:

Rua Hermínia Silva nº 8 LJ A, Jardim da Amoreira
2620-535 Ramada

geral@raiox.pt