Projeto “Via Verde Reanimação” do INEM vence prémio Healthcare Excellence

inem2.jpg

O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) foi o grande vencedor da 5ª edição do Prémio Healthcare Excellence. A iniciativa da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares (APAH), em parceria com a biofarmacêutica AbbVie, pretende distinguir projetos de melhoria da qualidade dos serviços prestados aos utentes que tenham produzido uma melhoria do acesso, da eficiência, da segurança, ou dos resultados obtidos na prestação de cuidados de saúde.

O projeto apresentado pelo INEM tem como primeiro objetivo aumentar o número de vidas salvas em situações de paragem cardiorrespiratória. Não sendo possível recuperar a vida, o projeto pretende preservar órgãos para aumentar o número de transplantações. A “Via Verde Reanimação” começou com um projeto-piloto, em 2016, implementado no Centro Hospitalar de São João, no Porto. Coube ao INEM participar na definição dos circuitos, nomeadamente na referenciação dos doentes em paragem cardiorrespiratória, disponibilizar compressores cardíacos externos nas viaturas médicas de reanimação (VMER) e garantir a formação dos profissionais médicos e enfermeiros que tripulam as VMER e dos médicos dos Centros de Orientação de Doentes Urgentes (CODU). Num ano de projeto-piloto, de 36 casos de paragem cardiorrespiratória encaminhados pelo INEM, foram recuperadas quatro vidas, feitas 44 doações e realizados 33 transplantes renais. Números que superaram largamente a expectativa inicial da equipa.

Depois do sucesso do projeto-piloto, foi já aplicada a mesma metodologia na região da grande Lisboa, envolvendo dois centros hospitalares e está prevista a implementação do projeto no Centro Hospitalar Universitário de Coimbra. Em 2018, tendo em mente a expansão nacional da “Via Verde Reanimação”, o INEM investiu ainda na aquisição de compressores para a totalidade dos meios SAV em Portugal Continental (42 VMER e 4 helicópteros) e na formação dos operacionais das VMER, SHEM e médicos do CODU.

A primeira menção honrosa foi para o projeto “Utilizadores frequentes do Serviço de Urgência do Hospital Garcia de Orta”  e do Agrupamento de Centros de Saúde (ACeS) Almada-Seixal. Este projeto consiste na implementação de um plano de intervenção para redução do número de episódios de utilizadores muito frequentes das urgências (utentes que realizam mais de 10 episódios em 12 meses). Houve ainda a atribuição de uma segunda menção honrosa para o Centro Hospitalar da Cova da Beira, que apresentou o projeto “Telemonitorização de doentes com insuficiência cardíaca crónica (ICC)”. O programa consiste num sistema inovador de acompanhamento e tem como objetivo melhorar a qualidade de vida dos doentes. Com o projeto tem sido possível contribuir para a deteção precoce de episódios de descompensação, diminuir e prevenir hospitalizações, reduzir custos financeiros através da diminuição de episódios de urgências, internamentos e consultas presenciais. “Os projetos apresentados mostram que todos trabalhamos diariamente para garantir uma melhor integração dos cuidados de saúde”, afirmou Alexandre Lourenço, presidente da APAH, no encerramento da sessão de entrega do Prémio. “Esperamos que as ideias apresentadas sirvam de inspiração e que motivem outras instituições de saúde a replicar estes projetos, com resultados bem visíveis na melhoria dos serviços prestados aos utentes”, acrescentou.

“A inovação na Saúde existe em Portugal e o Healthcare Excellence é prova disso. As instituições candidatas ao prémio mostraram uma enorme capacidade de se reinventarem, procurando soluções alternativas para as dificuldades com que se confrontam diariamente. Todos os projetos apresentados permitiram não só melhorar os cuidados prestados, mas também contribuir para a sustentabilidade da Saúde”, declarou Carlo Pasetto, diretor-geral da AbbVie Portugal.

Os três vencedores foram distinguidos entre seis projetos finalistas apresentados esta sexta-feira, na secção regional do Norte da Ordem dos Médicos, no Porto, onde decorreu a entrega dos prémios.

A 5ª Edição do Prémio Healthcare Excellence recebeu um total de 16 candidaturas, provenientes de instituições de saúde de norte a sul do país. Entre os finalistas estiveram também projetos do Centro Hospitalar de Lisboa Central com o ACeS Lisboa Central, do Instituto Português de Oncologia do Porto, e da Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano.

logobranco

MORADA:

Rua Hermínia Silva nº 8 LJ A, Jardim da Amoreira
2620-535 Ramada

geral@raiox.pt