“Quarto Escuro”: o espetáculo às cegas que apoia a Operação Nariz Vermelho

Quarto-Escuro

Um espetáculo sem programa anunciado e às escuras, mas com um objetivo: ajudar a Operação Nariz Vermelho (ONV). Este é o mote para o “Quarto Escuro”, uma ideia de Fernando Alvim, que se juntou a Ana Galvão e a Rita Nabeiro para serem os anfitriões do evento. No dia 3 de fevereiro, às 17 horas, todos entram às escuras no Cinema São Jorge, com um bilhete na mão, não sabendo o alinhamento, nem quem serão os convidados. Os bilhetes custam 10 euros e o valor total da bilheteira será entregue à instituição.

O Cinema São Jorge volta a ser palco deste espetáculo solidário que anda volta do factor surpresa. Na primeira edição do “Quarto Escuro”, realizada o ano passado, foram várias as atuações, desde humoristas, músicos até entertainers, destacando-se nomes como Bruno Nogueira, Nuno Markl, Manuel João Vieira, Márcia, Samuel Úria, Filipe Melo, Catarina Molder, Ricardo Ribeiro, entre outros. Este ano volta a gerar-se a expetativa, com o público a desconhecer por completo o cartaz, o alinhamento e quais serão os espetáculos. A única coisa que sabem é que estarão a ajudar a Operação Nariz Vermelho.

Com 15 anos de missão em Portugal, a ONV marca atualmente presença semanal em 15 hospitais nacionais, e conta com a ajuda de 26 Doutores Palhaços, que espalham alegria junto das crianças hospitalizadas.

Para Magda Morbey Ferro, diretora de comunicação da instituição, “é para a Operação
Nariz Vermelho uma honra e um privilégio ter sido selecionada pela organização deste evento, que para além de ser um formato bastante original, é porventura o único em Portugal em que pagamos bilhete sem saber o que vamos ver. Isto deve-se inteiramente aos promotores, que conseguiram esse capital de confiança e nós estamos bastante alinhados com esta ideia de que o reconhecimento pelo nosso trabalho gera confiança naqueles para quem nos dirigimos”.

Fernando Alvim, um dos apresentadores e promotores do “Quarto Escuro”, conta que a Operação Nariz Vermelho o cativou desde o início por uma coisa: “fez-me rir. E depois disto, estudei-os e percebi que o trabalho deles é assombroso. Fazer rir e ainda por cima neste contexto, é notável. Por isso mesmo, toda a nossa receita irá para eles”.

 

image004

logobranco

MORADA:

Rua Hermínia Silva nº 8 LJ A, Jardim da Amoreira
2620-535 Ramada

geral@raiox.pt