RaioX-TV | LOVE Condom: o projeto lançado no Dia Internacional do Preservativo

B46T7535

O GAT (Grupo de Ativistas em Tratamentos) juntou-se à AIDS Healthcare Foundation (AHF) e à Junta de Freguesia da Misericórdia no dia 13 de fevereiro, no Largo Camões, em Lisboa, para promover um dia de sensibilização. “É importante que o preservativo esteja na mente das pessoas”, disse em entrevista ao Raio-X Ricardo Fernandes (diretor executivo do GAT), e por isso, no Dia Internacional do Preservativo, sob o lema “Sempre na Moda”, foram distribuídos 20 mil preservativos enquanto se alertava para a importância do seu uso.

Para o diretor executivo do GAT, “os preservativos devem “continuar na moda” e por isso continuamos a fazer a promoção do seu uso. Para além disso, o acesso tem de ser uma prioridade. Os preservativos são o meio mais importante de prevenir a infeção pelo VIH e outras infeções sexualmente transmissíveis”. A ação de dia 13 de fevereiro marca o início do projeto “inovador” de distribuição de preservativos na Grande Lisboa, intitulado LOVE Condom.

Segundo o Programa Conjunto das Nações Unidas para o HIV/SIDA estima-se que, em todo o mundo, 45 milhões de infeções pelo VIH tenham sido evitadas por meio do preservativo desde 1990. Se se atingir a meta de distribuição global de preservativos até 2020, evitar-se-ão 3,4 milhões de novas infeções.

Em Portugal, o Estudo Vida Sem Sida, da Universidade de Lisboa e do projecto Aventura Social, revelou recentemente que um terço dos infetados pelo VIH/SIDA tem menos de 30 anos. Cerca de 97% dos jovens portugueses entre os 18 e os 24 anos estão genericamente bem informados no que toca à importância do preservativo, mas mais de 60% assumem ter relações sem o seu uso. 27% dos inquiridos ainda acha que pode ser infectado com VIH se comer ou beber de pratos, talheres e copos que já tenham sido usados por uma pessoa infectada e 12% acreditam que podem contrair a doença se alguém com VIH tossir ou espirrar perto deles.

Assista à entrevista de Ricardo Fernandes, registada em vídeo, onde conversámos sobre estes mesmos dados, o novo projeto do GAT e os desafios para o futuro:

 

Por Margarida Queirós e Ricardo Gaudêncio

logobranco

MORADA:

Rua Hermínia Silva nº 8 LJ A, Jardim da Amoreira
2620-535 Ramada

geral@raiox.pt