Sabe escolher a mochila indicada para o seu filho neste regresso às aulas? Confira aqui.

Three pupils of primary school go hand in hand. Boy and girl with school bags behind the back. Beginning of school lessons. Warm day of fall. Back to school. Little first graders.

Está a aproximar-se o regresso às aulas e está na hora de pais e educadores escolherem a mochila que as crianças e os jovens vão carregar diariamente durante o próximo ano letivo. A campanha “Olhe Pelas Suas Costas” alerta para a importância de uma escolha correta da mochila, tendo em conta as características ergonómicas da mesma.

“Hoje em dia as crianças carregam demasiado peso às costas, o que pode provocar dores e problemas potencialmente graves na coluna vertebral a longo prazo. O tamanho, o material da mochila e o peso a transportar são fatores decisivos no momento da escolha, para assegurar o bem-estar da criança e a saúde da coluna em crescimento”, explica Bruno Santiago, neurocirurgião e coordenador da campanha nacional “Olhe pelas suas costas”.

“O peso exagerado e a má colocação da mochila às costas, diariamente, podem provocar dores e é muito importante recordar os pais e educadores que devem optar por mochilas confortáveis, deixando a  estética para segundo plano, pois o mais importante é a saúde da coluna das crianças e jovens”, conclui o responsável.

Confira as seis recomendações da campanha com o objetivo de ajudar a minimizar os riscos para a coluna vertebral das crianças que advém das mochilas usadas:

  1. O peso da mochila, incluindo o material e livros escolares, não deve ultrapassar 10% do peso corporal da criança/jovem;
  2. É recomendado que a criança transporte apenas o material necessário para cada dia – pode ser vantajoso optar por uma mochila de menor dimensão para evitar a tendência de transportar material em excesso;
  3. A escolha deve recair sobre uma mochila que tenha vários compartimentos, de forma a distribuir o peso e não sobrecarregar os ombros. Os materiais mais pesados devem ser colocados junto ao corpo para evitar alterações da postura;
  4. A mochila deve ter duas alças largas e almofadadas, de modo a não desencadear contraturas musculares na criança;
  5. A mochila deve ser colocada ao centro da coluna da criança e o tamanho não deve ultrapassar o nível superior dos ombros, recomendando-se ainda uma utilização simétrica nos dois ombros;
  6. Se o percurso até à escola for longo e sem escadas a mochila com rodas (trolley) pode ser uma opção, uma vez que alivia a carga nas costas. No entanto estes modelos podem conduzir a esforços ao subir escadas e transportes públicos e o plástico ou o metal da sua estrutura habitualmente são pesados, podendo ser prejudiciais para as costas da criança quando colocadas aos ombros.

Saiba mais na página de facebook da Campanha.


logobranco

MORADA:

Rua Hermínia Silva nº 8 LJ A, Jardim da Amoreira
2620-535 Ramada

geral@raiox.pt