Sanofi lança campanha de solidariedade para assinalar o primeiro Dia Mundial da Dermatite Atópica

25

Celebra-se hoje – 14 de setembro – pela primeira vez, o Dia Mundial da Dermatite Atópica e para assinalar a data, a Sanofi lança um vídeo sobre o impacto que esta patologia da pele tem na vida dos doentes. Por cada partilha deste vídeo nas redes sociais com o hashtag #ChangeAD, a aliança “Global Skin” receberá 1€ da Sanofi para apoiar pessoas com dermatite atópica. 

O objetivo é envolver a sociedade e aumentar o conhecimento sobre dermatite atópica (uma forma comum de eczema) que afeta 4,4% dos europeus. Assim, por cada partilha deste vídeo nas redes sociais com o hashtag #ChangeAD, a Sanofi vai doar 1€ à  “Global Skin \International Alliance of Dermatology Patient Organizations”, uma aliança de organizações que apoiam pessoas com DA, para a implementação de programas educacionais sobre a dermatite atópica.

Este vídeo mostra como a dermatite atópica interfere na qualidade de vida dos doentes, especialmente quando os sintomas persistem inadequadamente controlados, incluindo lesões cutâneas, prurido intenso, dor, perturbações do sono, depressão, ansiedade e diminuição da qualidade de vida em geral.

O Dia da Dermatite Atópica, que este ano se celebra pela primeira vez, nasce da necessidade crescente de alertar para uma patologia até agora subestimada ou mesmo desconhecida da população”, afirma Francisco del Val, director-geral da Sanofi Portugal. “É necessário aumentar a sensibilização para os desafios psicológicos e físicos que as pessoas com DA enfrentam todos os dias. A dermatite atópica é uma doença crónica e a forma mais comum de eczema que na sua forma moderada a grave pode ser bastante debilitante. É com enorme orgulho que hoje nos unimos à comunidade de dermatite atópica para assinalar esta efeméride e ajudar a aumentar o conhecimento sobre a DA, que é muito mais do que “uma doença  de pele”. Conclui o director-geral da Sanofi em Portugal.

Sobre Dermatite Atópica

A dermatite atópica, uma forma de eczema, é uma doença inflamatória crónica com sintomas que frequentemente surgem como erupção cutânea. A dermatite atópica moderada a grave caracteriza-se por erupções cutâneas que tipicamente cobrem grande parte do corpo e podem incluir prurido intenso e persistente, secura da pele, vermelhidão, formação de crostas e exsudação. O prurido é um dos sintomas mais complicados para os doentes e pode tornar-se debilitante. Adicionalmente, as pessoas com dermatite atópica moderada a grave vêm a sua qualidade de vida diminuída, devido a lesões cutâneas, prurido intenso, perturbações do sono e sintomas exacerbados de ansiedade e depressão.

logobranco

MORADA:

Rua Hermínia Silva nº 8 LJ A, Jardim da Amoreira
2620-535 Ramada

geral@raiox.pt