pexels-photo-260907 (1)

Morte súbita: “desfibrilhadores automáticos externos em zonas estratégicas podem salvar vidas”

No caso de morte súbita por paragem cardíaca existe uma janela de quatro minutos para salvar uma vida, mas neste momento não existem desfibrilhadores externos em espaços públicos e de grande afluência de pessoas no nosso país, diz Miguel Ventura, Cardiologista eletrofisiologista. Também a Sociedade Portuguesa de Cardiologia defendeu, ...

Ler Mais
Showing the single result
logobranco

MORADA:

Rua Hermínia Silva nº 8 LJ A, Jardim da Amoreira
2620-535 Ramada

geral@raiox.pt