Boehringer Ingelheim ajuda no combate à COVID-19

Na batalha contra a COVID-19, o trabalho da Boehringer Ingelheim desenvolve-se em várias frentes. A nível internacional, a aposta tem sido na procura de soluções de tratamento para os doentes, voluntariado, donativos de equipamentos e apoio a comunidades sociais em desenvolvimento. Em Portugal a farmacêutica está também a dar o seu contributo, através da doação de milhares de materiais essenciais no combate à propagação da pandemia a vários Hospitais e Unidades de Saúde Familiares.

Viseiras, batas descartáveis e impermeáveis, luvas, estetoscópios, oxímetros, fatos de proteção e máscaras são apenas alguns dos milhares de materiais que já começaram a ser doados por esta companhia a várias unidades hospitalares, entre outros.

“Somos uma empresa global com mais de 50 mil colaboradores em todo o mundo e consideramos ser nosso dever fornecer a melhor proteção possível para a saúde dos doentes, dos nossos colaboradores e da sociedade. A partir do momento em que o coronavírus coloca em risco a saúde pública, torna-se automaticamente uma prioridade para a empresa trabalhar, em todas as frentes, para o combater”, explica Sandra Marques, diretora-geral da Boehringer Ingelheim Portugal.

Sendo uma empresa com uma forte componente de investigação, embora não desenvolva vacinas humanas, a Boehringer Ingelheim está, desde janeiro deste ano, num esforço coletivo mundial de combate à COVID-19. O desenvolvimento de vacinas permitirá a imunização de grande parte da população. No entanto outras soluções serão simultaneamente necessárias para pessoas que têm um risco acrescido de desenvolverem doença grave ou que já estejam infetadas. Deste modo, soluções como anticorpos que neutralizem o vírus ou pequenas moléculas que inibam a sua replicação serão também necessárias.

A diretora-geral afirma que: “Temos cerca de 100 cientistas de I&D, com 11 mil horas de laboratório, comprometidos no combate ao vírus. No processo de desenvolvimento de novos fármacos ao longo do tempo, a Boehringer Ingelheim construiu uma biblioteca com mais de 1 milhão de compostos. Atualmente estamos a realizar uma triagem computacional de toda a biblioteca de moléculas da Boehringer Ingelheim com o objetivo de identificar novas pequenas moléculas com atividade contra o vírus SARS-CoV 2. Ao mesmo tempo, estamos a avançar rapidamente no desenvolvimento de anticorpos monoclonais neutralizantes antivirais para a terapêutica com COVID-19, em colaboração com o Centro Alemão de Pesquisa de Doenças Infeciosas (DZIF).”

Adicionalmente, através do um consórcio com outras empresas farmacêuticas e a Fundação Bill e Melinda Gates unimos esforços para encontrar soluções que impulsionem o desenvolvimento de vacinas, diagnósticos e outros tratamentos que ajudem no combate à pandemia de COVID-19.

Outras medidas foram tomadas pela empresa a nível global, tais como a disponibilização de 5,8 milhões de euros para doações financeiras em todo o mundo, a possibilidade dos cerca de 50 mil colaboradores tirarem até 10 dias de licença remunerada para se voluntariarem no combate da COVID-19 e o apoio, com um fundo de 580 mil euros, a comunidades do programa de empreendedorismo social da Boehringer Ingelheim Making More Health, e a empreendedores sociais na Índia e no Quénia.


MORADA:

Rua Hermínia Silva nº 8 LJ A, Jardim da Amoreira
2620-535 Ramada

geral@raiox.pt