Doentes hemato-oncológicos aprendem a comer bem… e com sabor

Mais uma vez, a Associação Portuguesa Contra a Leucemia (APCL), com o apoio da Associação de Cozinheiros Profissionais de Portugal (ACPP), promoveu o workshop “Culinária em doenças hemato-oncológicas”, juntando 27 participantes (doentes hemato-oncológicos, familiares, cuidadores e profissionais de saúde) para uma sessão teórico-prática sobre escolhas alimentares neste contexto.  

“Aumentar a literacia dos doentes e cuidadores nesta área e proporcionar-lhes um momento de interação entre pares com a ajuda de profissionais especializados é o principal objetivo destes workshops”, sublinha Carlos Horta e Costa, vice-presidente da APCL. O último, que decorreu no passado mês de dezembro, contou novamente com as nutricionistas Diana Alexandre e Inês Correia, que falaram sobre os alimentos que estes doentes devem incluir e excluir da sua dieta, e com o chef Pedro Sommer, que confecionou alguns pratos adequados à temática, nomeadamente Risotto de coentros com lasca de bacalhau e crocante de broa e Leite creme de laranja e alecrim.

Questionado sobre o balanço desta iniciativa, Carlos Horta e Costa considerou-o “muito positivo, com uma participação mais heterogénea, onde estiveram presentes doentes, cuidadores e profissionais de saúde de várias idades”. Uma opinião partilhada pelas nutricionistas, até pelo “ambiente informal e descontraído em que os doentes e familiares colocaram as suas dúvidas sobre aspetos relacionados com a alimentação e a doença hemato-oncológica e aprender a cozinhar pratos saborosos e nutricionalmente equilibrados”, comentou Diana Alexandre, acrescentando que “foi também de um momento de convívio e de partilha onde todos ‘falam a mesma língua’”.

Na opinião destas profissionais de saúde, as pessoas têm cada vez mais noção da importância de uma nutrição adequada nas doenças hemato-oncológicas, e notam isso tanto no internamento hospitalar quanto em consultas de nutrição em contexto de ambulatório. “Somos confrontadas com questões mais específicas e dúvidas muito pertinentes, que demonstram que as pessoas estão mais informadas e sensibilizadas para a influência da nutrição no controlo da sua doença”, adianta Inês Correia.

Este workshop tem tido, edição após edição, maior afluência de participantes, o que demonstra o interesse das pessoas por este tipo de iniciativa. Carlos Horta e Costa revela que “a APCL em parceria com a ACPP têm unido esforços para levar a cabo pelo menos dois workshops por ano, estando o próximo previsto para abril deste ano”.

Por Marisa Teixeira


MORADA:

Rua Hermínia Silva nº 8 LJ A, Jardim da Amoreira
2620-535 Ramada

geral@raiox.pt