Por dia, 11 portugueses morrem por cancro colo-rectal

Assinala-se hoje o Dia Nacional Contra o Cancro Digestivo e, mais uma vez, a Europacolon Portugal vem lembrar uma realidade pouco otimista: por dia morrem 11 portugueses com cancro colo-rectal. O diagnóstico precoce, uma maior literacia em saúde e alterações dos hábitos comportamentais são medidas que, no parecer de Vítor Neves, presidente desta associação de doentes, podem contribuir para a redução destes números

Europac

                                                    Vítor Neves, presidente desta associação de doentes

 

A Europacolon Portugal – Associação de Apoio ao Doente com Cancro Digestivo – está a promover um conjunto de iniciativas, entre as quais se destacam, uma ação de rastreio ao cancro do cólon e reto à população, em parceria com os Laboratórios do Centro de Medicina Laboratorial Germano de Sousa, e o lançamento do peditório nacional, que irá ajudar a financiar uma nova Unidade de Rastreio e Diagnóstico do Cancro Digestivo.

A ação de rastreio ao cancro do cólon e reto que consiste na pesquisa de sangue oculto nas fezes vai decorrer em 300 postos de colheita daquele Grupo Laboratorial, em todo o território nacional, de 1 de outubro a 15 de novembro. Este exame é um teste simples de realizar, não invasivo, que procura a deteção de vestígios de sangue nas fezes e que, em caso de análise positiva, os utentes serão referenciados para o médico, no sentido da realização de uma colonoscopia. As pessoas que manifestarem interesse no rastreio serão selecionadas através de critérios de inclusão, disponíveis nos locais de colheita, e poderão realizar o mesmo em um dos cerca de 300 postos disponíveis (que podem ser consultados em www.germanodesousa.com/postos-de-colheita).

Cartaz Peditório Público EC 2016[1]

Quanto ao peditório nacional, já está nas ruas desde ontem e até domingo, e “todos os interessados em colaborar com a Associação poderão fazê-lo junto dos voluntários que estarão devidamente identificados e com caixas mealheiros, distribuídos, em diversos pontos de interesse, bem como nos, já referidos, Laboratórios do Centro de Medicina Laboratorial Germano de Sousa. Estarão assim a contribuir para o melhor acesso ao diagnóstico precoce dos cancros rastreáveis do foro digestivo e para a consecução dos nossos projetos, atividades e serviços que são inteiramente gratuitos à população. Contamos com o Vosso importante apoio!” apela Vítor Neves.
O Cancro Digestivo é o que mais mata em Portugal. No total são cerca de 11 pessoas por dia. “Através do diagnóstico precoce e da adoção de uma atitude ativa por parte da população no seu processo de saúde, potenciando o aumento dos seus conhecimentos nesta área e mudando os seus hábitos comportamentais é possível mudar esta realidade”, acrescentou o presidente da Europacolon Portugal.


MORADA:

Rua Hermínia Silva nº 8 LJ A, Jardim da Amoreira
2620-535 Ramada

geral@raiox.pt