Dia Mundial da Dermatite Atópica: especialistas debatem impacto da doença e tratamento

A Sanofi Genzyme vai celebrar o primeiro aniversário do Dia Mundial da Dermatite Atópica, assinalado a 14 de setembro, com um Fórum dedicado ao impacto desta patologia na qualidade de vida dos doentes e abordagens terapêuticas. Agendado para 13 e 14 de setembro no Aqualuz Tróia Hotel e moderado pelo jornalista Pedro Pinto, o evento contará com a presença de especialistas nacionais e internacionais.

A dermatite atópica é uma das doenças inflamatórias crónicas de pele mais comuns e afeta uma faixa importante da população. De acordo com o estudo Nostradamus, conduzido pela IQVIA, com o apoio da Sanofi, um quarto (24%) dos adultos com DA moderada a grave não tem a doença controlada, apesar de estar a fazer tratamento. O mesmo ensaio estima que existam cerca de 34 mil doentes com DA moderada a grave acompanhados por um especialista médico em Portugal e que, destes, cerca 12.5 mil pessoas apresentam DA grave, representando 16% dos adultos com dermatite atópica.

A dermatite atópica moderada a grave é caracterizada por surtos e erupções cutâneas imprevisíveis que podem cobrir grande parte do corpo e incluem prurido intenso e persistente, lesões e ressecamento da pele, gretas, vermelhidão, crostas e exsudação. A DA inadequadamente controlada pode ter um impacto físico, emocional e psicossocial, causando distúrbios do sono, sintomas de ansiedade e depressão e sentimentos de isolamento. Cerca de metade destes doentes apresenta outras patologias atópicas, como alergias alimentares, asma e rinoconjuntivite alérgica.


MORADA:

Rua Hermínia Silva nº 8 LJ A, Jardim da Amoreira
2620-535 Ramada

geral@raiox.pt
Secured By miniOrange