#FactCheckSPAIC desvenda principais mitos em torno da asma

Quem sofre de asma não deve fazer exercício, as mulheres devem interromper o tratamento da asma durante a gravidez, os doentes com asma não devem fazer vacina contra a COVID-19, a asma é uma doença infantil e vai passar com a idade, a asma é uma doença infeciosa, a asma só é controlável com corticosteroides em altas doses – estes são alguns dos equívocos mais comuns em torno desta doença.

A verdade é que a asma pode ocorrer em qualquer idade (em crianças, adolescentes, adultos e idosos); a asma não é uma doença infeciosa – no entanto, infeções respiratórias virais (como a constipação comum e a gripe) podem causar ataques de asma -; nas crianças a asma está frequentemente associada a alergia mas a asma que começa na idade adulta é menos frequentemente alérgica; quando a asma está bem controlada, os asmáticos são capazes de fazer exercício e até praticar desportos de alta competição; a asma é frequentemente controlável com corticosteroides inalados em baixas doses.

Tendo precisamente como mote o tema do Dia Mundial da Asma de 2021 – “Descobrindo os Equívocos sobre a Asma” – que apela a que se faça uma reflexão sobre os mitos e conceitos errados amplamente difundidos a respeito da asma e que impedem os asmáticos de beneficiar dos grandes avanços que têm ocorrido no tratamento da sua doença – a Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica (SPAIC) lançou o desafio a três profissionais de saúde para que possam esclarecer a população acerca de alguns destes principais mitos sobre a doença. O #FactCheckSPAIC vai estar disponível hoje na página de Facebook da Sociedade.

Dia Mundial da Asma

O Dia Mundial da Asma celebra-se este ano no dia 5 de maio e é organizado desde 1998 pela Global Initiative for Asthma (GINA) (www.ginasthma.org), uma organização com o apoio da OMS, fundada em 1993, e cujo objetivo é aumentar a consciencialização e o conhecimento acerca da asma em todo o mundo. A OMS reconhece que a asma é uma patologia de grande importância em termos de saúde pública. Estima-se que no ano de 2016 mais de 339 milhões de pessoas sofriam de asma e que tenham ocorrido 417.918 mortes por asma a nível mundial. Embora a asma não possa ser curada, é possível controlá-la de forma a reduzir e prevenir as suas exacerbações.

Neste ano o Dia Mundial da Asma é assinalado a 5 de maio (a partir de 2022 voltará a ser celebrado na primeira terça-feira de maio).


MORADA:

Rua Hermínia Silva nº 8 LJ A, Jardim da Amoreira
2620-535 Ramada

geral@raiox.pt