José Castro Lopes homenageado pelo “trabalho extraordinário e fundamental” no combate ao AVC

Considerado o decano dos AVC’s em Portugal, o neurologista que fundou da Sociedade Portuguesa do Acidente Vascular Cerebral (SPAVC) e que a preside desde a data da sua fundação (há 12 anos) é homenageado, no próximo dia 16, pelas 12.15 horas, numa cerimónia nacional no âmbito das Jornadas organizadas pela revista Patient Care.

“O Prof. Doutor José Castro Lopes tem feito à frente da SPAVC um trabalho extraordinário e fundamental de sensibilização da sociedade civil para o tema do AVC, ao mesmo tempo que assume um importante papel pedagógico para os médicos mais jovens”, sublinha Rui Cernadas, secretário geral das XXI Jornadas Nacionais Patient Care e diretor da revista com o mesmo nome.

“Dos cerca de 2800 participantes esperados para a 21.ª edição das Jornadas Patient Care, cerca de metade são médicos com menos de 35 anos. Este parece, pois, o momento certo para colocar o Prof. Castro Lopes como figura homenageada, sem esquecer a importância do AVC sob o ponto de vista médico, enquanto problema de saúde pública”, acrescenta.

Em nome da direção da SPAVC, a Patrícia Canhão frisa que “o Prof. Doutor José Castro Lopes tem sido incansável na sua missão de reduzir a mortalidade e incapacidade devido ao AVC em Portugal. Como Presidente da SPAVC, tem incentivado e desenvolvido inúmeras ações, de elevada qualidade, focadas em aspetos diversos: na formação dos profissionais de saúde, para melhorar os cuidados aos doentes com AVC; na promoção da investigação científica, incentivando os médicos mais jovens; no ensino à população, não se cansando de a lembrar da sua responsabilidade na prevenção do AVC”, reforça a vice-presidente da direção da SPAVC.

Seguindo o modelo destas Jornadas, a figura homenageada assumirá a presidência do evento, sendo o primeiro dia do programa científico dedicado ao AVC enquanto doença vascular. A homenagem nacional será realizada durante a sessão de abertura, agendada para as 12h15 do dia 16 de fevereiro, e contará com representantes do Ministério da Saúde, Ordem dos Médicos, e da Direção-Geral da Saúde.

Patrícia Canhão afirma que José Castro Lopes “protagoniza a voz que clama (e reclama) a prevenção do AVC, o acesso ao tratamento na fase aguda, e o direito à reabilitação. De forma atenta, esclarecida e firme. E acima de tudo, com grande convicção, persistência e entusiamo”

José Castro Lopes é especialista de Neurologia desde 1969, em exercício profissional até ao presente. A sua carreira hospitalar no Hospital Geral de Santo António somou 44 anos de atividade clínica, 25 dos quais enquanto diretor do Serviço de Neurologia. O seu interesse particular pelo AVC em início de carreira, levou-o a fazer um estágio no Hôpital de La Salpètrière, em Paris, em 1970. Sempre lutou para que os doentes vítimas de AVC tivessem um atendimento adequado aos melhores conhecimentos de cada momento. Por esse motivo, no momento da sua aposentação voluntária, o Hospital atribuiu o seu nome à Unidade de AVC que, entretanto, criara no Serviço de Neurologia.

Participou em dezenas de ensaios clínicos e é autor de inúmeras comunicações científicas e de trabalhos publicados em revistas nacionais e internacionais. Promoveu a investigação clínica, sempre ligada à prática clínica. Atualmente, é o presidente reeleito pela quarta vez consecutiva da direção da SPAVC e tem tido, de modo notável, uma grande dedicação ao ensino da população, caminho que entende como fundamental para o combate ao AVC.

Numa palavra final, Patrícia Canhão afirma que José Castro Lopes “protagoniza a voz que clama (e reclama) a prevenção do AVC, o acesso ao tratamento na fase aguda, e o direito à reabilitação. De forma atenta, esclarecida e firme. E acima de tudo, com grande convicção, persistência e entusiamo”.


MORADA:

Rua Hermínia Silva nº 8 LJ A, Jardim da Amoreira
2620-535 Ramada

geral@raiox.pt