P-Bio discute 20 anos de medicamentos órfãos e biotecnologia em Portugal

close-up-1853400_1280

A P-BIO, Associação Portuguesa de Bioindústria, vai juntar especialistas nacionais e internacionais para discutir 20 anos de medicamentos órfãos em Portugal, no dia 7 de maio, a partir das 10h00, nas instalações da Nova School of Business and Economics (NOVA SBE), em Carcavelos, em mais uma edição do BIOMEET.

Numa altura em que está a comemorar os seus 20 anos de atividade, a P-Bio dedica a manhã do BIOMEET à temática dos medicamentos órfãos e ao balanço dos seus últimos anos em Portugal. Para isso, é promovido um painel de discussão com a presença de Luís Brito Avô, do Centro Hospitalar Lisboa Norte, José Aranda da Silva, ex-presidente do Infarmed e Joaquim Brites, presidente da Associação Portuguesa de Neuromusculares. Esta sessão irá ainda contar com a apresentação do “Livro Branco dos Medicamentos Órfãos”, por Francisco Batel Marques, da AIBILI e com uma apresentação sobre terapia genética, por Ian Winburn, Global Medical Affairs Lead da Pfizer.

A parte da tarde do BIOMEET, contará com a presença de Eurico Brilhante Dias, Secretário de Estado da Internacionalização, Daniel Traça, diretor da NOVA SBE e Filipe Assoreira, presidente da P-Bio, na sessão de abertura que será dedicada aos 20 anos da associação e da biotecnologia em Portugal. De seguida, surge a apresentação da perspetiva europeia da Biotecnologia por Joanna Dupont-Inglis, secretária geral da EuropaBio e a apresentação do estudo de caracterização do setor da biotecnologia em Portugal, por João Carlos Cerejeira, da Universidade do Minho. O BIOMEET 2019 termina com um debate de balanço dos últimos 20 anos de biotecnologia em Portugal e com a discussão das perspetivas futuras.

Em antecipação a este evento, a P-BIO, em parceria com o BioData.pt, organiza ainda no dia 6 de maio, no Instituto Gulbenkian da Ciência, em Oeiras, o Fórum BioData.pt Empresas, um fórum de gestão avançada de dados para a criação valor que vai juntar quatro empresas nacionais com atividade ligada ao sector da saúde, do mar, da agricultura e da bioindústria, para partilharem a sua experiência e necessidades na curadoria, gestão e utilização de biodados. Haverá ainda lugar a uma discussão aberta com a audiência sobre as potencialidades de utilização de ferramentas de bioinformática para maximizar o potencial dos biodados, com vista à criação de valor.

 

logobranco

MORADA:

Rua Hermínia Silva nº 8 LJ A, Jardim da Amoreira
2620-535 Ramada

geral@raiox.pt