Reuniões agregadoras de todos os profissionais envolvidos no tratamento do AVC

Diapositivo1

image (2)

Patrícia Canhão, Neurologista do Hospital de Santa Maria

 

No dia 27 de outubro vai decorrer a 8.ª Reunião Nacional das Unidades de AVC, e no dia seguinte, a 15.ª Reunião da Sociedade Portuguesa do Acidente Vascular Cerebral (SPAVC), em Lisboa, no Hotel Olissippo Oriente.

Na Reunião Nacional das Unidades de AVC, os temas selecionados procuram privilegiar os tópicos atuais do conhecimento científico, discutir um pouco como se adaptam à nossa realidade e como é que se podem implementar. Uma das sessões será “AVC agudo: melhorar a circulação”; nesta sessão serão discutidos aspetos essenciais para otimizar o tratamento dos doentes com AVC agudo, desde a notificação e transporte pré-hospitalar, ao uso da telemedicina e telerradiologia, até à forma de organizar a transferência de doentes entre os vários centros e Unidades de AVC.

Na sequência desta sessão, e com o foco no tratamento do AVC isquémico agudo, será proferida uma conferência “Seleção de doentes para Trombectomia para além das 6 horas ou sem hora de instalação conhecida”, para que se divulgue a forma de selecionar os doentes para intervenção endovascular que estão fora da habitual janela terapêutica, mas que possam beneficiar desta intervenção.

O dia termina com uma sessão que visa a discutir “Critérios de qualidade das UAVC”. Nesta sessão haverá diferentes preleções à volta de um tema que tem sido recorrente nestas reuniões. Desta vez, dado o desafio da European Stroke Organization para a certificação das Unidades de AVC, será apresentado o projeto da Certificação Europeia das UAVC; será abordada a qualidade dos diagnósticos e dos registos de AVC; serão apresentados e discutidos quais os marcadores de qualidade que se devem eleger; após estas três palestras, o tópico será alargado para um debate sobre “Como implementar as mudanças necessárias no SNS”.

No dia 28 de outubro vão decorrer várias sessões temáticas e as sessões habituais de apresentação e discussão de casos clínicos problema. O tópico da sessão principal da reunião deste ano é “Causas raras de AVC”. Em seguida, e dada a criação de um grupo de trabalho incluindo jovens membros da SPAVC, será apresentada uma sessão designada JSPAVCResultados preliminares do projecto EVT-PT”.  Ainda com a colaboração e a aptência dos mais jovens para as novas tecnologias, irão oferecer-nos os conselhos sobre Quais as ferramentas ideais que um “strokologista” deve ter no seu smartphone”.

Na sequência da recente divulgação dos resultados de dois ensaios clínicos sobre o encerramento do foramen ovale patente resolveu-se dedicar uma sessão ao “FOP e apêndice auricular”; assim, serão debatidas as possibilidades terapêuticas em diferentes cenários neurológicos, de AVC isquémico ou hemorrágico, em que o encerramento do FOP ou do apêndice auricular possa ser uma indicação ou opção terapêutica; os benefícios e complicações dessas intervenções serão explicados por cardiologista com experiência nessa área.  Como habitual nesta reunião, existe ainda o espaço para divulgação de projectos de trabalho em curso e de grupos de trabalho. A reunião termina com uma sessão que este ano se intitula “AVC – As minhas seleções”, que nos traráAs revisões sistemáticas/meta-análises do ano” e “Os ensaios em curso de que estou à espera” dos prelectores convidados. E às quais poderemos acrescentar as nossas.

Espera-se que, mais uma vez, estas reuniões continuem a agregar todos os profissionais que estão envolvidos no tratamento dos doentes com AVC e a contar com a sua participação. Pretende-se que sejam pedagógicas, informativas, um espaço de troca de experiências e de convívio. O tema é AVC. O convite fica aqui. Contamos com todos!

logobranco

MORADA:

Rua Hermínia Silva nº 8 LJ A, Jardim da Amoreira
2620-535 Ramada

geral@raiox.pt