Associação Portuguesa para o Estudo da Dor desafia crianças a desenhar a dor

A 12ª edição do concurso “Vou Desenhar a Minha Dor” insere-se no Dia Nacional da Luta Contra a Dor, que se comemora hoje. A iniciativa visa, uma vez mais, distinguir trabalhos feitos por crianças hospitalizadas com menos de 12 anos e que traduzam as suas perspetivas da dor.

Este concurso tem como objetivo fundamental percecionar como é que as crianças hospitalizadas vêem, descrevem e combatem a dor. Serve ainda para sensibilizar o público em geral e os profissionais de saúde, em particular, para o problema da dor na criança e para o seu contexto físico-psicológico.

Puderam participar crianças com idade igual ou inferior a 12 anos e que se encontrem hospitalizadas ou a realizar tratamentos num hospital de dia. Os trabalhos admitidos são divididos em três escalões etários com base nas idades das crianças à data da conclusão do concurso: inferior a 6 anos, entre os 6 e os 9 anos e entre os 9 e os 12 anos.

Em cada escalão vão ser atribuídos 1º, 2º e 3º lugares, correspondendo estes cheques-oferta de 250, 200 e 150 euros (respetivamente). Os trabalhos são avaliados por um júri, constituído por cinco elementos, sendo quatro deles nomeados pela APED e o restante nomeado pela entidade patrocinadora: Bene Farmacêutica, Lda.

Os desenhos premiados, bem como os que possam vir a ser destacados pelo júri, podem vir ser afixados em datas e locais que se entendam adequados aos objetivos do concurso. Para obter mais informações consulte o site da APED.


MORADA:

Rua Hermínia Silva nº 8 LJ A, Jardim da Amoreira
2620-535 Ramada

geral@raiox.pt