Campanha “Não Faz sentido Perder Sentidos” alerta para consequências físicas e emocionais da polipose nasal

Viver com dificuldade respiratória persistente, viver permanentemente em apneia, sem paladar e sem olfato ou com o nariz constantemente a pingar são alguns dos sintomas da rinossinusite crónica grave com polipose nasal. No entanto, “Não Faz sentido Perder Sentidos”, por isso, a Sanofi Genzyme sensibiliza para esta patologia com o objetivo de amplificar o conhecimento da mesma junto da população em geral.

Esta iniciativa viverá nas redes sociais, abordando diferentes aspetos físicos e emocionais da doença e alertando para a evolução da ciência, pelo que já não fará sentido viver sem alguns dos sentidos sensoriais tão importantes para a qualidade de vida e bem-estar, sendo importante consultar um médico, para um diagnóstico e tratamento adequados a cada pessoa.

Para Francisco del Val, General Manager da Sanofi Genzyme, “é fundamental aumentar o conhecimento e a literacia em saúde sobre a Polipose Nasal, dado ser uma doença com elevado impacto na qualidade de vida dos doentes. A evolução da ciência tem ajudado a traçar um caminho de esperança com novas soluções terapêuticas na área das doenças inflamatórias que fazem uma verdadeira diferença na vida de quem delas precisa”.

A polipose nasal é uma doença benigna crónica que surge na mucosa da cavidade nasal e nos seios paranasais provocando o desenvolvimento de pólipos nasais através de um processo inflamatório. Estima-se que 25% a 30% da população com rinossinusite tem o subtipo polipose nasal, sendo esta uma doença comum na população, com prevalência de cerca de 12%[1].

Apesar de a polipose nasal ter origem desconhecida, sabe-se que existe uma relação genética a processos inflamatórios crónicos das vias aéreas, sendo, por isso, mais comum em pessoas que têm alergia ou asma. Além disso, sabe-se que é mais vulgar no sexo masculino e que a sua prevalência aumenta com a idade, sendo diagnosticada geralmente a partir dos 40 anos1.

Não Faz sentido Perder Sentidos” lança um novo olhar e promove conhecimento sobre a polipose nasal. Saiba mais sobre esta iniciativa em @poliposenasal

[1] Artigo “NASAL POLYPS” Andrew Moore, MD, FAAAAI


MORADA:

Rua Hermínia Silva nº 8 LJ A, Jardim da Amoreira
2620-535 Ramada

geral@raiox.pt