“Estima-se que as doenças da tiroide afetem cerca de 10% da população”

Entre os dias 25 e 31 de maio assinala-se a 11.ª Semana Internacional da Tiroide, uma iniciativa da Federação Internacional da Tiroide que, em Portugal, é liderada pela Associação das Doenças da Tiroide (ADTI). No âmbito desta semana o Raio-X entrevistou Inês Sapinho, endocrinologista do Hospital da CUF, sobre esta glândula, “situada na região anterior do pescoço, cuja atividade afeta todo o nosso organismo” afirmou a especialista.

Raio-X (RX) – Qual é a função da tiroide?ines sapinho

Inês Sapinho (IS) – A tiroide é uma glândula única, situada na região anterior do pescoço, cuja atividade afeta todo o nosso organismo. Esta glândula produz, essencialmente, duas hormonas, a T3 e a T4 que, quando libertadas para a corrente sanguínea, atuam em quase todas as células do organismo, sendo essenciais à vida.

RX – Qual é a importância das hormonas tiroideias?

IS – Podemos afirmar, de uma forma simplificada, que as hormonas tiroideias regulam a velocidade de funcionamento das células, garantindo o equilíbrio do organismo.

RX – Quais são as principais doenças da tiroide?

IS – As disfunções são o hipotiroidismo quando há diminuição das hormonas e o hipertiroidismo quando estamos perante excesso de hormonas tiroideias. Dependendo da causa podem instalar-se de forma súbita, o que causa sintomas muitos marcados ou se a instalação for gradual, o que é mais frequente, os sintomas vão-se instalando lentamente o que leva a alguma adaptação dos doentes e ao adiar do diagnóstico. A causa mais comum do hipotiroidismo e do hipertiroidismo é a doença autoimune da tiroide.

RX – Quais são os principais sintomas?

IS – No hipertiroidismo temos um aumento da velocidade do nosso organismo, pelo que as queixas mais frequentes são a agitação, ansiedade, insónias, palpitações, aumento do trânsito intestinal, emagrecimento associado muitas vezes ao aumento de apetite.

Por outro lado, no hipotiroidismo o cansaço, a apatia, o humor depressivo, a dificuldade em perder peso são as queixas mais frequentes.

Estes sintomas são muito inespecíficos, podendo confundir-se com um conjunto de sintomas associados a outras doenças, levando os doentes a procurar outros especialistas antes de recorrerem a um endocrinologista.

RX – Como se diagnosticam?

IS – De forma geral o diagnóstico é fácil e acessível através de análises ao sangue, que podem ser complementadas em determinadas situações com outros exames.

RX – Qual é a importância de um diagnóstico precoce?

IS – O diagnóstico precoce permite o início do tratamento com uma franca melhoria dos sintomas e da qualidade de vida.

RX – Como é feito o tratamento?

IS – O hipotiroidismo tem um tratamento simples e muito eficaz, com a toma única de hormona tiroideia em jejum. As doses dependem de vários fatores e vão sendo ajustadas regularmente em função das análises realizadas periodicamente.

O hipertiroidismo tem diversos tratamentos: médico (com comprimidos), o tratamento com iodo radiativo ou cirúrgico. Estas opções devem ser tomadas com o doente, após o devido esclarecimento e tendo em conta a idade, doenças associadas ou, por exemplo o desejo de gravidez.

Em algumas situações particulares são situações autolimitadas, mas de uma forma geral estas doenças são crónicas, mas que podem ser bem controladas, se for realizada a medicação e a vigilância adequada.

RX – Qual é a faixa etária, bem como o género, mais afetado pelas doenças da tiroide?

IS – Em Portugal estima-se que as doenças da tiroide afectem cerca de 10% da população, 1 milhão de portugueses. Afetam sobretudo as mulheres e a sua prevalência aumenta com a idade.

Nódulos na tiroide

RX – O que são os nódulos na tiroide?

IS – Um nódulo da tiroide é uma lesão, que no exame de imagem, é diferente da restante glândula.

RX – Quais são os sintomas?

IS – Na maioria dos casos os nódulos são assintomáticos, mas podem estar associados a sintomas compressivos sobre estruturas próximas da tiroide, provocando alterações da voz ou rouquidão e tosse irritativa, dificuldade em respirar e em comer.

A dor é rara e está habitualmente associada a uma hemorragia intranodular, com crescimeto rápido do nódulo.

RX – Quais são os fatores associados ao aparecimento de nódulos?

IS – Não há uma causa isolada que se possa identificar como sendo a responsável pelo aparecimento de nódulos. Mas a idade avançada, o sexo feminino, história familiar de nódulos da tiroide, radiação prévia da cabeça e do pescoço e deficiência de iodo são fatores associados.

RX – Quais são os vários tipos de nódulos?

IS – Existem vários tipos de nódulos, mas a principal preocupação perante um nódulo é saber se se trata de um nódulo que produz hormonas de forma autónoma, pelo que o seu risco de malignidade é quase nulo ou se é um nódulo maligno, o que ocorre em cerca de 4 a 6,5% dos casos.

RX – Como são tratados?

IS – Após a caraterização dos nódulos por ecografia e eventual realização de citologia, para caracterização das suas células, dependendo do resultado, os nódulos poderão ter indicação para vigilância ou cirurgia, ou eventualmente outras técnicas. Os sintomas associados, questões estéticas e a preferência do doente tem que ser considerada.

RX – Existem dados que indiquem o número de portadores de nódulos?

IS – Os nódulos da tiroide são um achado comum, sobretudo nas mulheres. Estima-se que 4 a 7% da população tenha um nódulo palpável, mas se o diagnóstico for por ecografia, estes números atingem os 30 a 60%.

“Os segredos da sua tiroide”

350x

RX – No passado dia 25 lançou o livro “Os segredos da sua tiroide”. Qual é o principal objetivo deste livro?

IS – O facto de a patologia da tiroide afetar cerca de 1 milhão de portugueses e, no entanto, se saber ainda tão pouco acerca da importância desta glândula, e das suas doenças foi a razão principal para aceitar escrever este livro. Na minha opinião a  informação que existe sobre a tiroide ainda é escassa e pouco esclarecedora. O livro tem como objetivo responder a dúvidas frequentes, esclarecer conceitos, com o recurso a exemplos de casos clínicos e alguns testemumhos de doentes, espero que seja um livre que de forma simples e acessível ajude a colmatar as falhas existentes e a dar a conhecer esta patologia que afeta tantos portugueses.

RX – Quais são os temas abordados?

IS – O livro começa com conceitos básicos: sobre o que são as glândulas e as hormonas e depois explica qual a importância da tiroide e quais as suas doenças, os exames que devem ser realizados para o diagnóstico das doenças e os respectivos tratamentos.  Aborda o hipotiroidismo, o hipertiroidismo, a doença nodular, entre outras. Fala de situações especiais como a gravidez e o carcinoma da tiroide. E ainda tenta esclarecer dúvidas sobre a cirurgia da tiroide e o tratamento com iodoradioactivo, tantas vezes diabolizado. Termina esclarecendo dúvidas sobre a alimentação e doenças da tiroide e, clarificando alguns mitos existentes.

Por Rita Rodrigues


MORADA:

Rua Hermínia Silva nº 8 LJ A, Jardim da Amoreira
2620-535 Ramada

geral@raiox.pt
Secured By miniOrange