Expressar a dor através da arte

No decorrer de todo o 34.º Encontro da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF), que decorreu no Estoril, na semana passada, o pintor Telmo Alcobia aceitou o desafio de expressar a dor através de uma pintura. “A ideia é retratar um tipo de dor muito específica, caracterizada pela sensação de picada e de choque elétrico. Uma dor muito funcional, com envolvimento muscular”, descreveu o artista referindo que foram estas as características particulares deste tipo de dor que inspiraram a sua obra.

 

B46T6487

 

“A dor está expressa, neste quadro, antes de mais, pela contração muscular e, no final, será incluído um elemento gráfico que será uma espécie de um raio laser”, acrescentou Telmo Alcobia.

Ao longo de três dias, o artista montou o seu “atelier” no stand da Grünenthal, por onde iam passando os olhares curiosos dos participantes no Encontro. “É engraçada a reação das pessoas. Desde as fases mais iniciais da pintura que algumas percebiam a presença de alguns indicadores de dor, nomeadamente através da contração muscular aqui traçada”, relatou.

No final do Encontro, a obra foi oferecida à direção da APMGF e, na opinião de Telmo Alcobia, o quadro deveria ficar exposto num local onde outras pessoas pudessem identificar-se com a mensagem transmitida.

 

 

 


MORADA:

Rua Hermínia Silva nº 8 LJ A, Jardim da Amoreira
2620-535 Ramada

geral@raiox.pt