GSK debate o papel das vacinas na proteção das pessoas e do planeta

Nos dias 7 e 8 de Julho em Siena (Itália), a GSK reuniu 65 especialistas em Imunologia, vacinologia, epidemiologia e sustentabilidade na reunião científica “Palio”, dedicada ao tema “Vacinas para um planeta sustentável“. Entre os participantes da conferência estão Anthony Fauci, Diretor do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infeciosas no NIH, e Muhammad Ali Pate, Diretor Global de Saúde, População e Nutrição no Banco Mundial.

Investigação científica recente demonstrou que as alterações climáticas, a perda da natureza e a saúde humana estão profundamente interligadas. Os dados mostram que a ameaça de doenças infecciosas está a crescer à medida que as alterações ambientais estão a exacerbar os problemas de saúde respiratória, aumentando a propagação de doenças como a malária e fomentando a resistência antimicrobiana. Esta evidência realça a importância da prevenção de doenças na construção da resiliência sanitária, através da utilização e distribuição equitativa de vacinas e intervenções ambientais.

Para abordar estes desafios e procurar encontrar soluções, as sessões plenárias e discussões dos grupos de trabalho dos especialistas vão concentrar-se em debater os seguintes temas:

  • Como podem as vacinas mitigar os efeitos das alterações ambientais?
  • Desenvolver estrategicamente vacinas para prevenir a transmissão de doenças humanas-animais
  • Dar prioridade aos agentes patogénicos para o desenvolvimento de vacinas para a resistência antimicrobiana (AMR)
  • O papel das vacinas na proteção da diversidade microbiana
  • Como assegurar o acesso equitativo às vacinas no futuro
  • Maximizar o impacto das vacinas nos objetivos de desenvolvimento sustentável

Com as questões de saúde global a tornarem-se cada vez mais graves, à medida que o ritmo das mudanças ambientais acelera, a prevenção de doenças está a tornar-se cada vez mais importante. As vacinas têm um papel fundamental na resposta a estas ameaças. A reunião “Palio” é uma oportunidade para a comunidade científica refletir sobre como podemos maximizar o impacto das vacinas“, considera Rino Rappuoli, Head External R&D & Chief Vaccine Scientist da GSK, um dos fundadores da iniciativa “Palio”.

A reunião Palio 2022 sustenta o propósito da GSK de se antecipar às doenças e reflete o empenho da biofarmacêutica em colocar a saúde no centro da intervenção ambiental. A GSK tem um longo legado de inovação para responder a doenças que afetam, de forma desproporcional, países de baixo e médio rendimento, ao tornar as suas vacinas e medicamentos acessíveis e disponíveis.

As vacinas têm um papel importante na proteção da saúde das pessoas, mas a nossa compreensão do seu impacto mais amplo, como a redução da propagação e do risco de bactérias resistentes aos antibióticos, ainda é incipiente. A reunião Palio 2022 salienta que há um reconhecimento crescente das interligações entre saúde, clima e natureza. Assim, a comunidade científica deve utilizar este momento para aumentar conhecimento e, em última análise, encontrar soluções para os desafios globais de saúde e sustentabilidade“, defende Eliora Ron, Professora de Microbiologia da Universidade de Tel-Aviv e Presidente da UISM (União Internacional de Sociedades Microbiológicas).

MORADA
Rua Hermínia Silva nº 8 LJ A, Jardim da Amoreira
2620-535 Ramada

CONTACTOS
GESTÃO DE PROJETOS:
Cátia Jorge - 926 432 143 | Ricardo Gaudêncio - 966 097 293

EMAIL
geral@raiox.pt