“Salve a sua pele”: a nova campanha das Farmácias Holon que vai andar pelo país

imageInês Dias, Farmacêutica

As Farmácias Holon lançaram hoje, em Oeiras, na Praia da Torre, uma campanha de sensibilização sobre a proteção solar e a prevenção do cancro cutâneo, que irá decorrer até 21 de julho em 5 praias nacionais, sob o mote “Salve a tua pele”. A iniciativa tem como objetivo promover a adoção de comportamentos saudáveis no Verão, ensinar as pessoas a escolher o protetor solar que melhor se adequa a cada tipo de pele e a identificar os sinais de cancro da pele.

O Raio-X entrevistou a farmacêutica da Dermofármacia Holon, Inês Dias, que nos falou sobre o objetivo da campanha:  explicar às pessoas que a exposição solar exagerada e repetida pode causar sinais de envelhecimento, lesões crónicas ou até mesmo cancro da pele.


image (2)

 

Raio-X (RX) – O que se pretende com a campanha “Salve a sua pele”?

Inês Dias (ID) – O objetivo da campanha é sensibilizar a população para a importância da proteção solar, entre outras medidas associadas à prevenção do cancro cutâneo. É crucial passar a mensagem de que a exposição solar exagerada, repetida e sem proteção adequada pode aumentar o risco de cancro de pele, pois a incidência dos raios ultravioleta (UV) na pele desencadeiam um conjunto de alterações ao nível do DNA das células. Para além do mais, a radiação UV que penetra na pele apresenta um efeito cumulativo.

 

RX – Todos os anos surgem em Portugal 10.000 novos casos de cancro da pele, dos quais 800 são melanoma (atribuíveis ao excesso de exposição solar). Na sua atividade profissional, parece-lhe que a população portuguesa tem noção destes números e riscos associados à exposição solar?

ID – Existe efetivamente uma parte da população que é bastante preocupada com estas questões. Porém, a grande maioria quando interrogada acerca do uso de proteção solar diária, afirma que não a faz e questiona o porquê da sua necessidade.

 

RX – Quais são os principais riscos associados à exposição solar, a serem comunicados no âmbito da campanha?

ID – Quanto maior for a frequência de queimaduras solares na nossa pele, maior o risco de falhas no processo de reparação e a possibilidade de ocorrência de mutações. A longo prazo, isto pode levar a alterações no material genético, a lesões crónicas na pele que podem evoluir para fases preliminares de cancro, e eventualmente, ao próprio cancro cutâneo. As queimaduras podem desaparecer, mas as alterações causadas na pele subsistem.

 

RX – Quais os sinais de alerta aos quais as pessoas devem estar atentas e o que devem fazer no caso de verificarem um desses sinais?

ID – Todas as pessoas devem estar familiarizadas em relação à superfície da sua pele, é tão fácil como o método ABCDE:

A – Assimetria, esteja atento a um sinal que não seja redondo ou oval;

B – Bordos, esteja atento quando o contorno do sinal é irregular;

C – Cor, esteja atento a sinais com um tom irregular;

D – Diâmetro, esteja atento a sinais com tamanho superior a 6 milímetros;

E – Evolução, esteja atento se um sinal cresce rápido ou se muda de cor, forma e espessura facilmente.

 

RX – Poderia deixar algumas dicas práticas para a prevenção da doença?

ID – A fotoproteção é sem dúvida um dos fatores mais importantes na prevenção do cancro cutâneo. A fotoproteção engloba não só o uso de protetores solares, mas também a adoção de um conjunto de medidas para evitar da exposição solar exagerada, pois mais importante do que o uso de protetores solares, é a redução da exposição à radiação ultravioleta. Algumas dicas que considero importantes: Os raios ultravioleta não estão presentes apenas no Verão, por isso deve usar protetor solar todos os dias do ano; opte por um protetor solar com fator de proteção (FPS) mínimo de 30 e que proteja também contra os raios UVA; no Verão evite a exposição solar entras as 11 e as 17 horas; mesmo nas outras horas do dia, evite ficar muito tempo exposto ao sol e prefira manter-se à sombra; tenha em atenção a quantidade de protetor que é aplicada, pois se aplicado em pouca quantidade não confere tanta proteção e lembre-se que o cancro da pele pode ser visualizado, por isso deve verificar a sua pele regularmente para monitorizar o aparecimento de alguma alteração.

image (3)


MORADA:

Rua Hermínia Silva nº 8 LJ A, Jardim da Amoreira
2620-535 Ramada

geral@raiox.pt