Atualizar conhecimentos e reforçar formação na área do cancro do pulmão

A Comissão de Trabalho de Pneumologia Oncológica da Sociedade Portuguesa de Pneumologia realizou, no passado dia 1 de abril, a sua reunião anual com o objetivo de promover uma atualização de conhecimentos em varias vertentes na área do cancro do pulmão “com especial enfoque nas reações de hipersensibilidade á terapêutica oncológica, na associação tuberculose e cancro e na problemática da resistência dos tumores aos inibidores da tirosina quinase de primeira geração”, como descreve Lurdes Barradas, coordenadora desta Comissão de trabalho. Segundo a pneumologista do IPO de Coimbra, a reunião incluiu ainda uma componente prática centrada na apresentação e discussão de casos clínicos, com vista a “incentivar os médicos internos na área da pneumologia oncológica, contribuindo para a sua formação”.

O cancro do pulmão é uma entidade nosológica com incidência crescente e, de acordo com a especialista, é atualmente o responsável pela maior taxa de mortalidade por doença oncológica a nível mundial. “A maioria dos casos é diagnosticada em estádios avançados, facto este que incide no prognóstico e contribui para a elevada mortalidade”, sublinhou.

Nos últimos anos tem vindo a assistir-se a uma mudança do paradigma terapêutico do cancro do pulmão, nomeadamente nos carcinomas de não pequenas células, que representam 85% dos casos. “A identificação de alterações genéticas especificas levou ao desenvolvimento de terapêuticas alvo, que permitem um tratamento mais personalizado e dirigido”, adianta Lurdes Barradas. Por outro lado, “os conhecimentos na área da Imunologia levaram ao desenvolvimento de fármacos nesta área, surgindo assim, uma janela de oportunidades para um grupo de doentes que ate há data dispunham de um manancial terapêutico muito limitado”.

 

Objetivos da Comissão de Trabalho de Pneumologia Oncológica da SPP

  • Elaboração de protocolos de atuação de acordo com as orientações nacionais e internacionais de prevenção, diagnóstico e tratamento de cancro do pulmão.
  • Participação ativa em reuniões, congressos nacionais e internacionais com especial enfoque para o Congresso da Sociedade Portuguesa de Pneumologia, procurando apresentar um programa variado e abrangente na área da prevenção e tratamento do cancro do pulmão.
  • Manutenção das reuniões periódicas procurando sempre que possível envolver especialistas de diferentes áreas de modo a termos uma visão mais abrangente da problemática do cancro do pulmão.
  • Colaboração com outras sociedades e comissões de trabalho nacionais e internacionais de modo a adquirir e difundir novos conhecimentos.

MORADA:

Rua Hermínia Silva nº 8 LJ A, Jardim da Amoreira
2620-535 Ramada

geral@raiox.pt