SINAS atribui “excelência clínica” a 107 dos 161 hospitais avaliados

A Entidade Reguladora da Saúde (ERS) divulgou esta semana os resultados da segunda avaliação anual do Sistema Nacional de Avaliação em Saúde (SINAS) referentes a 2015. Dos 161 hospitais avaliados, 107 “demonstraram cumprir os requisitos de qualidade exigidos pela ERS”, tendo alcançado a “estrela” correspondente ao primeiro nível de avaliação.

Excelência clínica, segurança do doente, adequação e conforto das instalações, focalização no doente e satisfação do utente são as dimensões de análise previstas pelo SINAS.
Os resultados demonstram um aumento do número de unidades hospitalares que obtiveram estrela nas dimensões da segurança do doente e de adequação e conforto das instalações.
Os prestadores que cumprem todos os requisitos de qualidade acedem a um segundo nível de avaliação, no qual é calculado um “rating” individual com níveis de classificação de qualidade que vão do I (mais baixo) ao III (mais alto).
Neste segundo nível de avaliação, destaca-se o aumento de unidades que obtiveram nível de qualidade III nas áreas de ginecologia (36%) e obstetrícia (33%), comparativamente com a avaliação feita no primeiro semestre de 2015.
Esta avaliação teve pela primeira vez em conta as áreas da dor aguda e do tromboembolismo venoso (TEV) no internamento. No que respeita à dor aguda, oito unidades alcançaram o nível II e nenhum obteve a classificação mínima, nem a máxima. Na área do TEV no internamento, dois prestadores obtiveram nível de qualidade III, sete unidades alcançaram o nível intermédio e uma outra o nível mais baixo.


MORADA:

Rua Hermínia Silva nº 8 LJ A, Jardim da Amoreira
2620-535 Ramada

geral@raiox.pt